Omissão e parcialidade: Supremo restringe foro privilegiado apenas a deputados e senadores

115
- Anúncio -
Paulo Henrique Gonçalves Magalhães
Paulo Henrique Gonçalves Magalhães – Jornalista, diretor do site A Hora Online e colaborador do site Na Pauta Online.

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu restringir o foro privilegiado de deputados e senadores. A partir de agora, os parlamentares só terão direito ao foro em crimes praticados durante o mandato e em função do cargo. Todos os outros casos vão ser julgados pela primeira instância da Justiça.

A célebre frase “A lei é para todos” não funcionou nesse caso. Os ministros se esqueceram de incluir na decisão os políticos do executivo (prefeitos, governadores e o presidente) e membros do judiciário. Ou será que os rastros de corrupção e irregularidade no país são causados apenas pelos políticos do legislativo? A omissão e parcialidade do STF favorece a impunidade no país.

- Anúncio -