O Enxoval

386
- Anúncio -
Katia Saules
Katia Saules – Atriz, formada em Artes Cênicas, escritora, critica de artes e colaboradora do site Na Pauta Online.

Não pensem que é uma peça sobre a velhice.

Vai muito mais além.

Fala das relações humanas, fala do amor, fala das desilusões, das frustrações, do tempo… Ah, o implacável Tempo!

‘O Enxoval” nos faz mais do que refletir… nos faz enxergar para onde caminhamos. Em meio ao caos que se vive e ao estresse que nos assola, parar por alguns minutos para entender que de nada adianta essa pressa desenfreada… que tudo acontece no seu devido tempo e se dar conta de que os que não morrem, envelhecem, já é algo bastante significativo.

Ana Paula Secco dá vida à Celia e Verônica Reis à Amélia. Interpretações dignas de prêmio. Que trabalho! Que honra poder ver algo desse porte. Tão simples e tão grandioso ao mesmo tempo.

Todo trabalhado nos detalhes, pois a vida é feita deles… dia após dia… ininterruptamente, quer percebamos, ou não.

Célia e Amélia vivem e ‘trabalham’ numa telefônica na pequena cidade do interior de Minas Gerais, onde poucos passam e por conta disso elas convivem com o sossego, com a esperança, com suas lembranças e principalmente uma com a outra.

Com diálogos precisos, falas pontuais, vamos entendendo da vida de cada uma delas e a identificação é gerada organicamente, visto que todos temos ou tivemos avós e sabemos como suas particularidades se igualam em determinada idade.

Célia e Amélia são comuns e raras. São sonhadoras e sensatas. São frágeis e fortes.

Dirigidas pelo talentosíssimo Luiz André Alvim, que também participa do espetáculo já quase em sua parte final, mas chega para completar graciosamente a história contada.

Não vou aqui contar mais nada, pois meu desejo é que todos assistam esta obra de arte, esse teatro de verdade.

Há tempos não saía de uma sala assim, desse jeito, sem fôlego, com choro preso na garganta, quase sem palavras!

Um trio faz a magia acontecer. Luz, cenário, figurino, adereços…tudo só corrobora para um grande sucesso.

Um espetáculo que parece muito simples, comum e previsível nos primeiros cinco minutos, mas que logo mostra o quão impactante é. A minuciosidade fica grande, nos salta aos olhos e chega ao coração.

É Preciso dar voz á Leonardo da Vinci que já dizia ‘A SIMPLICIDADE É O ÚLTIMO GRAU DA SOFISTICAÇÃO’.

“O enxoval” que estreou em abril de 2010, mas promete ter vida longa é um primor, uma riqueza, uma joia rara, que não pode nem deve ser guardada. Todos precisam ter acesso à este ENXOVAL simples e sofisticadíssimo.

 

- Anúncio -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here