Treta… “Nega do Boreli”

181
- Anúncio -
Estevão Alves
Estevão Alves – Dj em Amsterdã e Colaborador do site Na Pauta Online.

O cara se deu mal, o cara tava indo bem na sua carreira, teve músicas bem tocada nas baladas e nas rádios, eu mesmo como Dj toquei ele em quase todas as festas brasileiras que tenho tocado nos últimos meses, ai o cara da na cabeça de se passar por gay num clipe, vestido meio debochadamente como um gay normal de periferia, extravagante e gritante!

Depois dos escândalos de meses contra a Pablo Vittar, que eu também toquei em todas as festas e o povo dança mesmo, homens, mulheres e gays, a batida é boa e o povo rebola! Onde abriu um espaço interessante para outras drags, tem também dentro das músicas mais bem elaboradas em suas letras que vem entrando com força no mundo da grande e saudosa MPB, gays e lésbicas, fazendo músicas de alma como o Silva por exemplo! Som de primeira qualidade, Daniela Mercury… Sem falar no Ney, Cazuza, Ana Carolina, Cássia, Calcanhoto e milhares de outros!

Não sei ainda se foi só apenas uma piada de muito mal gosto, contra os gays e héteros, e ao mesmo tempo quis passar a idéia de que é a favor da comunidade gay, mas que é hetero, mas que beija na boca de outro homem!

Tipo… Não existe mais héteros? E que para apoiar, ou defender, ou mostrar solidariedade ao movimento gay, pode se fantasiar, imitar e brincar com um assunto tão polemico e serio na atualidade, onde ser hétero não é sinal de orgulho e quem é gay deve se orgulhar… Todo mundo deve se orgulhar do que é, afinal somos todos humanos, seres humano, somos gente, povo! Pessoas!

Não é um beijo que vai mudar o seu status de pessoa! De ser vivo, mas vai mudar o nosso posicionamento! O prego que se destaca toma martelada, e as marteladas são bem doloridas!

Os machões estão destruindo o cara nas redes sociais, os gays se sentiram explorados e envergonhados, se foi contra a homofobia deu muito errado, pois o momento é fazer piada com o Nego do Borel, e vai durar de uma a duas semanas, depois o nosso cotidiano nos obriga a detonar outro alguém, vai que tentam soltar o Lula novamente?

Eu conheço tantos gays, conheço muito afeminado, pouco afeminado, conheço umas que se não falar você nem saberia que eram trans, tem lésbicas também, tanto as mais minas ou mais manos, conheço um que é gay naturalmente, mas odeia isso, ele queria ser homem…

Não existe diferença entre ele a não ser seus jeitos, gostos, idéias! Mas todos hoje estão lutando mais e mais para que sejam aceitos como eles são, gays! Mas assim como o lance feminista eu me mantenho distante, às vezes se tornam movimentos extremistas e claro que ai perde a razão, mas todo o movimento que busca equidade deve ser apoiado, não estão buscando algo bobo!

Mantenho-me distante apoiando incondicionalmente, mas eu não sei a dor que eles ou elas sentem! Imagino o mínimo que é ser olhado como se fosse um estranho o tempo todo, sem falar em ser agredido verbalmente ou violentamente, serem ignorados por serem eles!

Eu apoio falando no assunto, defendendo o simples direito que todo mundo tem de viver, luto para que a diferença exista, sem ela não existiria liberdade, sem respeito não existe liberdade, e apelação não é respeito! Não é apoio!

Beijar na boca de outro homem não é respeitar as diferença, é ofender quem luta para que sim!
Haja a diferença! E que essa diferença seja apenas normal, pois ela existe e não adianta tentar não acreditar! Não adianta lutar contra! Não adianta fazer piada!

Ninguém precisa provar nada a alguém, um homem não precisa beijar outro homem para apoiar uma causa onde o respeito é primordial! Mas já já o povo te esqueço Nego, vai que um grupo de criancinhas lá da Ásia não entram em outra caverna, imagina se no lugar de crianças fossem uns adolescentes gays, será que o mundo, ou melhor o Brasil iria se solidarizar tanto?

Os caras, ou minas e manos estão buscando apenas o direito de viver, sendo que já são vivos! Assim como um pai de família luta pelo pão do dia, os caras lutam para poder andar nas ruas, as feministas lutam para que não sejam caçadas, assim como existiram e ainda infelizmente precisa existir, movimentos negros que lutaram e lutam todos os dias para afirmar algo que é! Que a cor da pele não faz a menor diferença! A não ser pelo fato da pele negra ser mais forte que a dos branquelos! E as branquelas lutam pelo privilegio de ter um bumbum daqueles… (Não resisti à alfinetada nas racistas sem bunda), to brincando, mas estou falando sério!

A luta é seria e ninguém quer a mais, só querem existir! Respeito, paz! Nem querem ser iguais, querem ser eles! Únicos! Assim como cada um de nós, únicos iguais a todo mundo!

E como profissional de Rádio e Dj em festas, a música é ruim!

 

- Anúncio -