Não estou concorrendo, mas estou na foto! Peguei vocês

149
- Anúncio -
Rita Gomes Todeschini
Rita Gomes Todeschini – Empresária, Analista Politica e colaboradora do site Na Pauta Online.

Não, eu não irei escrever uma análise política sobre o atentado sofrido pelo candidato à presidência, Jair Bolsonaro, por um único motivo, tem peça nesse quebra cabeça que não se encaixa. Se estou certa ou não, o futuro dirá, mas costumo estar certa em 99,9% das vezes.

Finalizo essa breve ênfase sobre o assunto com algumas perguntas: imagine se quem esfaqueou Bolsonaro fosse tido como um cidadão de bem e portasse uma arma?

E se uma pessoa tão transtornada psicologicamente como quem o esfaqueou encontrasse com seu filho, neto, sobrinho ou alguém que você amasse e atirasse nele, tirando-lhe a vida, por um motivo banal ou uma ordem divina?

Será mesmo que liberação do porte de armas, sem o controle que há hoje, é a solução?

Ou se o estado investisse mais em educação e lazer, uma ocupação para as milhares de crianças ou jovens que vivem abaixo da classe média, portanto invisíveis, não solucionaria uma boa parte dos nossos problemas com a criminalidade?

Voltando ao nosso assunto, como não poderia deixar de ser é uma continuação da coluna da semana passada, o espólio eleitoral do ex-Presidente Lula.

Alguns políticos, os dinossauros da política, só apoiam aqueles que eles enxergam com mais de 60% de chances de se elegerem. Foi assim em 2014, quando o Senador Aécio Neves começou a virar o jogo, vários políticos articulavam por fora o apoio informal a ele, os dinossauros estavam lá, firmes e fortes, apostando na Dilma, e não deu outra.

Depois do senador Eunício dar uma bordejada com o Andrade, ops Haddad, pelo Ceará, aparecer adesivado com Lula e tudo, agora foi a vez do ícone da política nacional, Renam Calheiros dar suas voltinhas com Haddad por Alagoas….

E por falar nisso, Lula até agora não decidiu o que fazer da vida, e a Gleisi diz amém para tudo que ele decide.

Porém as eleições estão aí, daqui a 3 semanas. Por mais que Lula ache que consegue transferir seus votos para Haddad em questão de dias, não sei se consegue.

Se ele está com medo do Haddad ser mais carismático do que ele, está na hora do bebum adormecido entender que necessita fazer seu sucessor…ou a estrela apaga de vez.

Eu tenho a minha intuição sobre o assunto e posso estar certa novamente. Lula só irá renunciar a sua candidatura, quando não poder mais trocar as fotos das urnas eleitorais ou seja, após a lacração das mesmas que devem ocorrer nos próximos dias. Se essa minha analise estiver correta, mais uma vez devemos tirar o chapéu pra ele, pois o cabra é um bom articulador político, o que muitos devem aprender.

E o troféu joinha da semana vai para o Presi Michel Temer, depois de ter intitulado 7 de dezembro como dia do vice, com a cartinha que mandou para Dilma, essa semana resolveu lavar roupa suja com o candidato a presidência Geraldo Alckmin, só que desta vez ele foi mais tecnológico, percebeu que cartinha estava fora de moda e fez um vídeo – fico imaginando por quantas medinas Michelzinho irá arrastar sua cara quando compreender essas criancices do pai.

Pior foi falar mal dos conselheiros e marqueteiros do Alckmin, que moral ele tem para falar sobre o assunto?

Ele esquece que seu marqueteiro é um MOUCO, Edinho Mouco, e por isso só ouve o ego.

Isso que dá deixar equipamento tecnológico com esse povo que ainda vive no século passado.

Até semana que vem.

Twitter: @ricazinha

- Anúncio -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here