Se você escolhe acreditar, você segue aquilo em que acredita! Ou não?

66
- Anúncio -
Estevão Alves
Estevão Alves – Pensador, radialista, produtor de tv, dj, radicado em em Amsterdã e Colaborador do site Na Pauta Online.

Eu acredito que sim! Você escolhe mudar do que é para ser! Ser quem você puder ser! Nascido para viver! E a partir daí o bicho pega! Literalmente! E a partir daí saímos da lógica, o mundo não é lógico!

Entendo o entender do outro para poder conviver, porque depois da vida, seja ela qual for, com ou sem dores e feridas abertas, cicatrizes na alma, o respeito à vida é grandioso, a toda vida, anarquicamente, no horizontal, onde todos são iguais!

A palavra empatia entrou em moda poucos anos atrás, mas deve ter empatia para a vitima ou para a vida? Cada vida individualmente! Eu por obrigação devo respeito a qualquer vida! Isso é precioso! A vida, sem cobrar o dono desta vida, devo respeito a vida que o individuo carrega! E a partir daí você começa a fazer parte de uma revolução! Quando você respeita! Vida do rapaz com cadeira de roda, o menino de rua, você sabe onde essa vida nasceu? Pra estar ali, vivo! Do mocinho, do bandido… Suas atitudes serão cobradas de acordo com suas leis locais em casos de violações de conduta! Seja moral, religiosa ou por experiências!

Acredito firmemente que o lance é muito maior do que o gibi em que estamos vivendo, hoje já ando não fazendo tanta propaganda da liberdade, quando muitos acordam eles piram, é aquela parte que falei que não temos lógica! Estamos dentro de uma revista em quadrinhos da Marvel… Mas sem os heróis! Mas temos vida! Temos exemplos de como andar, provas concretas…

Creio que aquilo em que acreditamos ou passamos a acreditar vire algo racional, sendo entendido um propósito, passa a ser lógica para cada um individualmente, só ali dentro da sua bolha, dentro do seu corpo! Só a sua mente sabe, algo que não dá para explicar, é aquilo que se sente apenas, e nem é para ser explicado, é para ser passado para outros sintam aquilo que você está sentindo!

Ao pregar a guerra eu sinto raiva e vou passar a outros a raiva que sinto, para que se libertem para que o amor prevaleça! Não! Quero passar o que é bom, quero que de mim saia algo bom, por que no fim o que importa é o que você faz para que alguém saia de uma situação ruim? Nem que seja uma palavra? A vida é a única coisa que realmente te pertence, o espírito, aquilo que é  o que te define, lá dentro! Não é a mente, nem consciência, é mais fundo que isso! Ao entrar neste terceiro lado é muito bom! Você começa a entender como lutar de uma forma eficaz, é libertador! É tipo gibi mano!

Nunca assisti o tal do Dragon Ball, mas acho que é isso, os caras invocam algo de dentro… Temos corpo, e algo mais! O espírito, forte! Vivo! Você basicamente não tem nada! O corpo morre e já eras… O espírito se apaga, mas como ele viveu? Isso é o que importa! Como o seu espírito se fez presente em sua vida!

Não são textos, nem são atitudes sociais, não são lutas virtuais, nem greves! Não são discussões e muito menos saindo na porrada que vai alimentar o seu espírito, o seu eu! O que importa é o que você fez pelo simples amor de fazer, cada doação, cada prato de comida, cada mão estendida! Tem gente se matando por não ter uma simples palavra de alguém que ela ame! Se matando! Apagando seu espírito, porque estamos longe um do outro! E as coisas que importam se tornam impossível de fazer, como respeitar cada vida como se fosse a sua própria! Não é sobre atitudes! É respeito! Devemos reverencias a isso! O Sopro da Vida! A partir daí podemos começar a lutar, mas antes disso, a luta é apenas sua e não de um todo! Não tem um propósito!

Ou você entende que deve mudar tudo que há para ser,tem que entender sobre o espírito primeiro, tem que buscar nas fontes certas, tem que viver e entender de fato o que é e o que não é! Você deixa a razão fora disso, deixa suas experiências fora disso! Nasça novamente! E a partir daí você começa a andar em direção contraria! Porque foi lá na inocência da vida que a vida era boa! Aquela hora em que você não entendia nada, era tão bom! Mas ainda é bom com tudo o  que vivemos! Mas como vamos viver daqui pra frente?

Eu to cuidando de dentro e pra isso você muda, vai começar a procurar quem busca o mesmo que você, que acredita naquilo que você acredita individualmente! E isso é bom! Passar a conhecer mais sobre algo que me chama! Sem vergonha! Passei 40 anos estudando a vida, agora vou viver! Cada segundo pode ser o seu ultimo, fim…

Ou não?

- Anúncio -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here