“Eu não sei como tudo começou”

227
- Anúncio -
Katia Saules
Katia Saules – Atriz, formada em Artes Cênicas, escritora, critica de artes e colaboradora do site Na Pauta Online.
Esta coluna vai ao ar todas as quartas-feiras.

Um monólogo é sempre um grande desafio e já respeito imediatamente quem se propõe a tal montagem. Mas quando o vejo sendo também utilizado como um meio de ajudar às pessoas, minha admiração cresce ainda mais.

Isso ocorre na montagem que Mirian Pazer ousou fazer, muitíssimo bem dirigida por José Sisneiros. Ambos foram muito assertivos na escolha dos textos e certamente alcançam seus objetivos em cada espetáculo apresentado.

Uma atriz visceral, entregue, precisa e muito talentosa. Quatro personagens distintos embora alguns traços os liguem, um emaranhado que culmina em final inesperado. Cenário vazio, dentro da proposta estabelecida, com apenas uma cadeira, situando o espectador ao momento de tortura psicológica evidente. Escolhas inteligentes, excelente texto, direção cuidadosa e uma atuação primorosa, só podem ser sucesso.

Uma peça que aborda a relação aluno-professor, seus desgastes, suas frustrações e seus questionamentos entre o certo e o errado. Os limites e a linha tênue que dizem se algo caminha bem ou não dentro da sala de aula.

Os textos escolhidos são de Adriano Moura, e geram total identificação com a plateia, pois quem não trabalha com educação, naturalmente já viveu algo parecido ou ao menos já teve alguma desavença em seu período escolar.

O mais interessante é que após um monólogo arrebatador, a atriz e seu diretor ainda abrem uma importante discussão sobre a saúde mental e o quão importante é tratarmos de alguns distúrbios enquanto ainda há tempo de serem resolvidos.

Um tema inquietante, que nos tira do lugar comum, nos faz refletir sobre nossos comportamentos, não só no ambiente escolar, mas na “escola da vida”, de um modo geral.

No momento atual, onde vivemos dias de intolerância, falar sobre saúde mental é de extrema relevância, ainda mais quando seguido de um bom espetáculo. Um programa completo. Indico aos professores e alunos, ou seja… Indico à todos!

- Anúncio -

4 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns Kátia Saules, eu ainda não assisti esse espetáculo, mas, já tive o privilégio de ver a Mirian Pazer atuando e ela é uma atriz introspectiva de um talento merecedor de todo aplauso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here