Tão simples! Mas ao mesmo tempo tão complexo

- Anúncio -
Estevão Alves
Estevão Alves – Pensador, radialista, produtor de tv, dj, radicado em em Amsterdã e Colaborador do site Na Pauta Online.

Tão fadado ao fracasso pode ser a reconquista de uma inocência perdida em tempos do imediato!

Aquela inocência de ser inocente! De ser! A ponto de começar ou recomeçar a acreditar que ainda existe uma solução!

Que não seja na bala que atravessa o corpo e que se aloja na alma da mãe que perde o filho! Que não seja na profundura da facada que abre a alma do pai que perde o filho!

Tudo acontecendo tão rápido que o tempo não mais anda, ele voa! Voa junto aos sonhos de liberdade, acordando, nem mais sonhamos em viver! Vamos sobrevivendo da maneira que dá…

Sobrevivendo de acordo com a culpa que cada um carrega que cada um aponta! Sobrevivendo buscando os culpados, mas olhando longe do infinito horizonte, olhando no olho e acusando as atitudes de quem só pode ter uma atitude no meio de milhares de ações contra o que é julgado, condenado como uma vida que não deveria existir! Qual vida não deveria existir sendo que já existe?

A da criança que rouba? Ou a sua que aceita e permite que esse mundo faça com que ela roube?

Toda vida tem valor! Toda vida tem muito valor!

Todos nós fomos inocentes um dia! Fomos nascidos de formas diferentes e vivemos entre as diferenças! E sobre muita desigualdade! Uma desigualdade chocante, monetariamente desprezível!

De inocentes crianças, que fazem amizades naturalmente, que divide o que tem por instinto, ensinadas desde que existe um entendimento a não mais dividir, não mais fazer amizades com quem não seja pertencente de uma classe social… De inocentes crianças naturalmente boas, somos forçados a ser aquilo que não mais sonha! Um robô?

Fala-se em doutrinas ideológicas! Mas não se fala naquilo que são obrigados a viver como condutas socialmente aceitas por gente que não pensa e por aqueles que ditam as regras! Não se julga quem busca o poder de poder mandar naquele que ignorantemente aceita ser manipulado! Quem busca poder para ser rei sem ter nascido rei hoje é exaltado, mas um rei sem reino não é rei!

Tem gente que permite ser governado! Mesmo que o sistema é desgovernado! Deveríamos ser ingovernáveis!

Se assim fosse. Somos todos reis! Somos todos donos de nossas ações e atitudes, somos reis de nossos pensamentos e sonhos! Se é que ainda existem sonhos num mundo onde quem sonha é julgado como incapaz de viver no mundo real, quão real é esse mundo em que vivemos? Quão aceitáveis são as leis que criaram para conter essa inocência?

Um mundo sujo, e quando limpo a sujeira é jogada debaixo do tapete! Mundo cheio de dinheiro com tanta gente passando fome, cheio de terras férteis e falta alimentos, com água pura contaminada pela ganância de uns que se acham mais reis que outros reis! Mundo onde crianças ainda nascem em manjedouras! E quando adultas morrem a tiros de fuzil, sob aplausos! Mundo que se esconde dentro de casa abusos em nome de Deus! Sujo ao ponto de existir fome em países onde políticos oram! Assassinos e estupradores existem! Mas condenados são apenas aqueles que da pobreza sobreviveram, ladrões de celular devem ser linchados, ladrões de medicamentos de hospitais podem virar ministros de reis eleitos! Juízes que julgam com parcialidade existem! Assim como existem burgueses anarquistas ou revolucionários que vivem de historias e não de revoluções!

Mundo onde existem deputados e senadores. Ricos! Muito ricos, que ganharam suas riquezas discursando sobre a pobreza de famílias inteiras, com promessas que serão iguais!

Mundo que tem guerras! Mentiras! Mundo de mentiras! Mundo que o Sol nasce para todos, mas quem sente o calor ou estão de férias ou estão descarregando caminhão de cimento! Mas o astro rei é o mesmo! A desigualdade é nossa, nossa é a vontade de que o outro se dane! O suor tem o mesmo principio, mas uma gota vale mais do que outra! Mesmo que uma gota do sangue de um, seja vermelha como a gota de sangue do outro! Aquela que nasceu dentro de uma mansão vale mais do que a gota daquele que nasceu no barraco!

Mundo onde muito sangue é derramado todos os dias! Mas muito sangue foi derramado para que voltássemos a ser pequeninos! Para que nunca mais gotas de sangue sejam moedas de troca para a satisfação daqueles que gostam de ver o vermelho escorrendo pelo asfalto quente!

A sua vida nasceu de um sopro, assim como a vida de quem nasceu sem ter quem o amasse!

Mas quem sabe você nasceu para amar aquele que não foi amado pelo sistema?!

Quem sabe você possa acolher em seu reino aquele que vaga sem poder escolher seu próprio destino usando as armas que lhe deram, que a vida lhe deu! Como tapas, chutes e pontapés!

Quem sabe você possa mudar destinos!

Amar é tão simples! Mas ao mesmo tempo é tão complexo!

 

- Anúncio -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here