O POSSUIR do novo presidente

- Anúncio -
Rita Gomes Todeschini
Rita Gomes Todeschini – Empresária, Analista Politica e colaboradora do site Na Pauta Online – DF

Você não está lendo errado, não consigo chamar o evento do dia 1º de janeiro como Posse, por mais que tente.

A posse segundo os dicionários significa: é o poder de dispor fisicamente da coisa, com ânimo de considerá-la sua e defendê-la contra a intervenção de outrem.

E não enxergo isso no novo presidente, muito pelo contrário, só enxergo, antes da posse, ele defendendo os interesses que lhe interessam, que vão a favor do seu viés ideológico, as suas sandices ideológicas sem um mínimo de conhecimento técnico.

Por esse comportamento narcisista ele irá possuir o Brasil, visando tão somente exercer exatamente o significado da palavra possuir: Ter a posse de; Ser naturalmente dotado de; Ter em si.

Desde ontem o que se tem visto em Brasília é algo que não se vê nem na posse de grandes líderes mundiais, um aparato de segurança de fazer “inveja” ao pentágono. Carros da Polícia do Exército circulando entre as quadras como se fosse para manter uma tranquilidade a qual já existe.

Como também estacionados no Setor de Radio e TV com a desculpa que estavam ali, para garantir a transmissão “do possuir” do Bolsonaro, detalhe esse zelo todo foi só em a EBC – Empresa Brasileira de Comunicação, o que me soou mais como um aviso de intimidação do exatamente uma proteção ao veículo de comunicação.

Ato este que indignou até o Governador do DF, pois a nossa polícia tem condições de fazer a proteção tão bem quanto os PEs.

Espaço aéreo fechado em torno da Esplanada, repórteres e jornalistas com circulação limitada, restrições de entrada de objetos, nem água pode levar. Isso mais parece um show de bizarrice do que um evento com cobertura mundial.

Amanhã será o grande dia, dia em que Bolsonaro irá “possuir” o que lhe caiu no colo sem esforço, através da histeria coletiva de ódio a uma “esquerda” a qual está mais perdida do que cego em tiroteio.

Amanhã começa uma nova era, só espero que se algo der errado o governo não diga que a culpa foi da esquerda, foi da herança maldita ou um boicote.

Porque se der errado, por mais que me esforce não consigo acreditar que esse governo dê certo, pois ele mais parece um carro numa ladeira o qual perdeu o freio e pode ficar sem a embreagem, a culpa será exclusivamente dele e de sua equipe, que desde o início da transição não conseguem se entenderem.

E viva a dessalinização da água no nordeste, que temos que ir até Israel para copiar, ao invés de investir no método que o Universidade Federal da Paraíba desenvolveu.

Brasil acima de tudo, ficou só no slogam.

Feliz 2019…

Twitter: @ricazinha

- Anúncio -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here