Gestor, a força propulsora das empresas

Close up of multiethnic team solving blank puzzle game.
- Anúncio -
Alencar Oliveira
Alencar Oliveira é Publicitário, professor universitário, palestrante, consultor, pós graduado em Branding; Comunicação e Marketing, Gestão de Negócios e Liderança Empresarial, Mestrando em Internacional Business pela Must University (Flórida/USA), Master Executive Coach, membro da ICF (International Coach Federation), Analista Comportamental e colaborador do site Na Pauta Online – GO.

O cenário empresarial é turbulento, complexo e incerto em função do ritmo das mudanças ser muito veloz em todas as dimensões. Desse modo, para assegurar vantagem competitiva, as empresas necessitam alcançar um nível de inovação extraordinário. De certa forma, a cultura e a estrutura de uma empresa é que determinam se ela responde a tal desafio com maior ou menor êxito. Por outro lado, a essência das empresas está na interdependência das pessoas. Portanto, o exercício da liderança pode influenciar na forma pela qual a empresa age para responder as exigências do mercado que estão sempre mudando.

Reconhecer os momentos nos quais é imprescindível gerenciar e aqueles onde liderar é o melhor caminho talvez seja o grande dilema que os gestores atuais têm enfrentado. Mas, quais são as diferenças entre o gerente e o líder?

O gestor, enquanto gerente tem o papel de gerenciar os processos, alocar e destinar os recursos e criar as condições de trabalho necessárias, bem como, monitorar e avaliar os resultados. Neste caso o foco é na melhoria contínua dos processos. Já o gestor, enquanto líder tem o papel de manter o foco, conduzir, estimular, desenvolver e extrair ao máximo o potencial da equipe, alinhando-os aos objetivos previamente estabelecidos. Neste caso o foco é na satisfação e  motivação da equipe.

 Somos guiados pelo mercado

 Ser guiado pelo mercado significa estar conectado com o mercado e ter a consciência de que somos guiados por sua dinâmica. Nossa energia deve estar voltada para fora – para os nossos clientes atuais e potenciais, para nossos concorrentes, para tecnologias relevantes e ainda para os mercados alvos. É de suma importância o líder produtivo assumir papéis importantíssimos, como:

  • Ter um bom conhecimento do mercado
  • Usar o conhecimento do mercado para guiar as discussões
  • Conhecer as necessidades dos clientes atuais e futuros
  • Utilizar-se do poder de decisão e dos recursos necessários para dar uma resposta rápida às condições do mercado. Posicionar-se diante da realidade de mercado.

 Todos nós temos a capacidade de desenvolver a liderança no momento em que assumimos a responsabilidade por fazer acontecer dentro da organização. Como líderes, temos a capacidade de exercer influência sobre o meio e alterar o rumo dos acontecimentos de forma a maximizar a produtividade e energizar a empresa.

Os líderes não são necessariamente aqueles que ocupam um poder de posição dentro da empresa. Como líderes temos o poder, sim, de influenciar uns aos outros, respeitadas as diferenças de estilo.

Concluímos que o gestor é “dois em um”, ou seja, gerente e líder e a diferença é que  o Gerente gerencia os processos e o Líder lidera as pessoas, sendo que o primeiro está focado na melhoria contínua dos processos e o segundo na satisfação e motivação dos colaboradores.

- Anúncio -