A fila da ação

Foto reprodução - Marcelo Lopes
Caroline Santana
Caroline Santana é Jornalista especialista em Assessoria de Comunicação e Marketing e Colaborador do site Na Pauta Online – Goiás

Já vimos em alguma rede social ou outro local a imagem da fila enorme voltada à reclamação e a da ação com pouquíssimas pessoas. Para que a segunda fila aumente é necessário conscientizar-se do que cada palavra representa no dia a dia. Em muitas oportunidades as reclamações se farão necessárias para que surjam soluções. 

Claro, sempre com luta e esforço. Porém, muitas vezes precisaremos sair da nossa zona de conforto e agir. Conforme muitos sempre dizem: “Não basta apenas reclamar na rede social sem fazer a sua parte.” Realmente, a reclamação não sairá da tela do computador e ganhará asas de forma mágica. Observei outra imagem semelhante postada em uma rede social avaliando o cenário das queimadas. A postagem dizia que não adiantava defender a Amazônia e jogar, exemplo, uma garrafa plástica na rua poluindo o meio ambiente. Seja em qualquer cidade.

Vemos continuamente este tipo de ação: papéis de balas jogados ao vento, cigarros no chão e tanto lixo acumulado. E o ser humano faz sem nenhuma vergonha de que receberá uma acusação com apenas um olhar. Ou o desperdício de água quando alguns ainda insistem em lavar suas calçadas. São atividades que observamos continuamente. As mudanças precisam acontecer e rapidamente porque o nosso amanhã depende de nós. Todos sem exceção precisam internalizar para que realmente a assertividade na fila da ação seja eficaz.

Vamos a um exemplo o qual vivenciamos no momento: a umidade do ar. Goiânia apresenta uma umidade de 31% nesta quinta-feira, 29. No período que vai de 18 a 24 de agosto, o Google Trends registrou um interesse de 100 ao longo do tempo no assunto. Ainda mais se tratando de agosto com seus mitos e secura. A Defesa Civil faz algumas orientações referentes ao período. Confira abaixo:

*Umidade Relativa do Ar entre 20 e 30% – Estado de Atenção

É preciso evitar exercícios livres das 11h às 15h, umidificar o ambiente, permanecer em locais protegidos do sol e consumir água.

*Umidade Relativa do Ar entre 12 e 20% – Estado de Alerta

Observar as recomendações acima do estado de atenção, suprimir exercícios físicos e trabalho ao ar livre entre 10 e 16h, evitar aglomerações em ambientes fechados e utilizar soro fisiológico nos olhos e narinas.

*Umidade Relativa do Ar entre abaixo de 12% – Estado Emergencial

Observar as recomendações dos dois estados acima, interromper qualquer atividade física ao ar livre como aulas de Educação Física entre 10 e 16h, suspender atividades com aglomeração de pessoas, durante as tardes manter os ambientes internos úmidos, principalmente onde há crianças e idosos.

São orientações que levam à ação, ao cuidado com a vida e saúde. E é claro, elas poderiam vir complementadas com a atenção voltada também para a preservação do meio ambiente. Se precisamos manter os ambientes úmidos é necessário cuidar da água evitando desperdícios. A fila da ação pode ter mais pessoas se começarmos a observar as situações que nos rodeiam e exigem atitudes mínimas de cada um para que este planeta ainda sobreviva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here