Um pedido de atenção

Foto reprodução - Revista Educação
- Anúncio -
Caroline Santana
Caroline Santana é Jornalista especialista em Assessoria de Comunicação e Marketing e Colaborador do site Na Pauta Online – Goiás

Já ouviu falar que ‘a vida é da cor que a gente pinta?’ Então! Cada mês do ano além de ser saudado atualmente com seus rituais de prosperidade como o sopro da canela (confira aqui: http://bit.ly/2kjX6dQ) ou que terá bençãos e o melhor que desejamos, assim é o mês de setembro, que chega amarelo e pedindo atenção.

Nosso olhar deve estar voltado às nossas emoções que são profundas e complexas e as dos outros, principalmente de quem amamos. O #setembroamarelo2019 é um movimento que completa cinco anos este ano. Organizado pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), ele acontece nacionalmente com ações, alertas e informações de prevenção ao suicídio.

Um dado que reforça o alerta, a cor amarelo (de atenção) na vida indica que nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas. Quem diz é a Organização Mundial da Saúde (OMS). O movimento orienta que a campanha é para toda a sociedade e conta com a participação de todos. De forma individualizada para que ganhe voz e o movimento se amplie, o cidadão pode participar, inclusive na organização de eventos com foco na prevenção e orientação em relação às doenças mentais da população. A segunda ação é participar dos eventos organizados pelas federadas.

Os eventos mais próximos acontecem em Brasília nos dias 10 e 28 de setembro, em Brasília (DF). Confira o calendário na sua região: https://www.setembroamarelo.com/. Outro ponto que pertence às diretrizes para a divulgação e participação da Campanha é organizar mobilizações com foco na prevenção do suicídio. No próximo dia 10 de setembro (terça-feira), às 15h, o Conselho Regional de Psicologia 9ª Região Goiás (CRP-09) realizará uma Live (transmissão ao vivo) pela sua página do Facebook a respeito da Nota Técnica CRP-09 002/2019 que trata sobre a atuação em demandas relacionadas ao comportamento suicida.

Você poderá participar ao vivo e se não puder no horário, o vídeo ficará disponível para acesso. Para socorrer alguém basta se movimentar e se orientar com o profissional adequado. Ouvir o outro hoje em dia perdeu espaço para os celulares e redes sociais. Temos um acesso maior às informações, mas muitas vezes não sabemos o que fazer com que ela se desenvolva na vida de quem te acompanha pela vida. O coordenador nacional da Campanha Setembro Amarelo, Dr. Antônio Geraldo da Silva, afirma que prevenir o suicídio é falar corretamente sobre o tratamento dos transtornos psiquiátricos. Para ele, o suicídio é uma emergência médica e, por isso, precisa de intervenção especializada para que possa ser evitado.

“O papel da sociedade na Campanha Setembro Amarelo é fundamental para que possamos chegar ao maior número de pessoas possível com ações efetivas de orientação sobre o risco, fatores de proteção e também na emergência do suicídio,” disse. O Centro de Valorização da Vida (CVV) também está nessa luta e se precisar conversar, basta entrar em contato pelo número 188. Faça parte desse pedido de atenção também!

- Anúncio -