Não era para ser

Pode parecer um título pessimista ou motivador. Vai depender de como lê ou esteja sua vida.

Mas para mim é bastante transformador já que hoje é 23 ‘são 8 dias para o fim do mês’, já cantava Paula Toller (literalmente assim). Lá vem as reflexões de fim de ano, a gratidão por viver mais um ano intensamente (com altos e baixos) e as resoluções para o próximo. Ou metas. Como preferir.

Não era para ser aquele ‘amor’ de fim de noite que não quer se comprometer. Não era para ser aquele homem bonito não dar conta da metade do serviço no jardim do seu coração. Não era para ser aquela amizade, mas vingou. Não era para ser o que você esperava e foi só mais uma ilusão com a patroa e as crianças.

Não era para ser aquele encontro de almas, e não poderia ter sido a melhor experiência de almas. Não era para ser um dia de cinema, mas acabou virando uma sessão de comida, conversas e sensações inesquecíveis. Já disseram por aí que ‘vida é aquilo que acontece quando você está planejando’ algo. Eu diria que o que não era para ser muitas vezes sem pretensão vira algo fantástico ou mais um aprendizado para a vida. Afinal, a perfeição não existe.

Ao fazer suas reflexões nesses próximos dias lembre-se de agradecer a você que fez o que deu neste Natal ou em outros. É sempre sobre você. Agradeça a tudo que passou nesses dias, sejam coisas boas ou ruins porque fazem parte da ‘vida louca vida, vida breve’. E não esqueça de fazer mentalmente ou escritas as suas resoluções de paz consigo mesmo (a), desejar luz para o seu caminho e mais anos de vibrações positivas, prósperas e especiais em sua companhia. Dessa vez é para ser!

*Caroline Santana é Jornalista especialista em Assessoria de Comunicação e Marketing e Colaboradora do site Na Pauta Online em Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here