Em Goiás idosos representam 703.502 mil votos, 19,4% do eleitorado e são ignorados por candidatos ao governo

Foto - Gazeta do Povo
Fabricio Magalhāes
Fabricio Magalhães – Diretor do site Na Pauta Online. 

No Brasil segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral TSE, 147,3 milhões de eleitores estão aptos a votar nas Eleições 2018 e destes, 12.028.495 eleitores na idade acima de 70 anos podem exercer o direito de escolher seus representantes – um aumento de 11,12% em comparação às eleições de 2014, quando 10.824.810 eleitores idosos podiam votar.

Em Goiás segundo estatísticas do TSE do mês de julho de 2018, estão aptos a votar entre 60 e 69 anos, 445.411 mil eleitores, entre 70 e 79 anos, 213.545 mil eleitores, acima de 79 anos, 71.549 mil eleitores, somando um total de 703.502 mil votos de idosos, ou seja 19,4% do eleitorado de Goiás.

O que os candidatos ao cargo majoritário não se atentam é que o eleitorado composto por idosos, é um eleitorado com voto consciente e que fazem questão de irem as urnas exercer seu direito de voto e de cidadania.

Não se viu em planos de governo, projetos e programas que venham de encontro a essa parcela da população. No Estado há apenas duas DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento ao Idoso), uma na cidade de Anápolis e um na cidade de Goiânia, que conta com mais de 2 milhões de habitantes.

O que se tem visto, são os candidatos correndo atrás dos votos femininos, que são em sua maioria um eleitorado maior, são encontros, promessas, não que as mulheres não necessitem de uma atenção e de programas sociais e de segurança que as beneficiem, mas e o idoso? Já não serve para mais nada? Não serve, para trabalhar, opinar e votar? Eis ai um grande erro, das equipes de coordenação e marketing das campanhas majoritárias e vejam que são 7 candidatos ao governo do estado.

Lamentável, uma cidade, um estado, um país que não olha para seus idosos, não pensa no futuro, não vê o passado e se esquece do amanhã!

Com a palavra os candidatos ao governo do estado de Goiás: Alda Lúcia Souza (PCO), Daniel Vilela (MDB), José Eliton (PSDB), Kátia Maria (PT), Marcelo Lira (PCB), Ronaldo Caiado (DEM), Professor Weslei Garcia (PSOL)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here