Coronavirus: Fundação do ABC e Instituto Mauá de Tecnologia firmam parceria para produção de equipamentos

Objetivo é ampliar a proteção de funcionários da Saúde do

Grande ABC em meio à pandemia do Covid-19

 

A Fundação do ABC e o Instituto Mauá de Tecnologia, em São Caetano do Sul (SP), acabam de firmar importante parceria para o fornecimento de viseiras, equipamentos de proteção individual (EPIs) essenciais para os profissionais que trabalham nas unidades de saúde, especialmente em meio à pandemia do novo coronavírus. Atualmente a FUABC administra 16 hospitais públicos, a maioria localizada no ABC Paulista. O Instituto Mauá de Tecnologia tem capacidade para produzir 200 viseiras por dia, mas necessita de apoio para conseguir a matéria prima – ou seja, os materiais usados na fabricação. São eles:

– Petg Cristal (transparente) 0,5 mm.

– Acrílico (qualquer cor) 3 mm.

– EVA (qualquer cor) 2 mm.

 

O instrumento oferece proteção total ao rosto e ajuda a não propagar o contágio de doenças transmissíveis pela saliva e fluidos nasais, como é o caso do Covid-19. “As viseiras aumentam a proteção do trabalhador em relação a respingos e ampliam a vida útil das máscaras N95, que estão em falta em todo o mundo. Seguramente, a partir das doações, conseguiremos colaborar de maneira mais eficaz e preventiva com a saúde dos profissionais de Saúde do Grande ABC”, disse o engenheiro mentor da iniciativa e coordenador do Serviço de Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) da Fundação do ABC, Amaury Machi Junior. 

Quem puder ajudar com a doação dos materiais basta entrar em contato pelo e-mail: fablab@maua.br.