Coronavirus: Brad Pitt na pele de Dr. Fauci

Brad Pitt apareceu na edição ‘At Home’ de Saturday Night Live , interpretando um dos cientistas mais proeminentes dos EUA, liderando o esforço do país contra o coronavírus.

Pitt abriu o programa como Dr. Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA e um membro proeminente do COVID de Donald Trump – 19 força tarefa.

Ele usou o esquete para mirar nas declarações recentes do presidente sobre o coronavírus, dizendo “houve muita desinformação” por aí.

Depois de reproduzir um clipe de Trump alegando que uma vacina estaria disponível ’em breve’, Pitt disse: “Relativo a toda a história da Terra? Claro, a vacina virá bem rápida. Mas se você fosse contar a um amigo: ‘Acabarei relativamente cedo’ e apareci depois de um ano e meio, bem, seu amigo pode estar relativamente chateado. ”

Depois, após imagens das alegações de Trump de que o vírus “desapareceria” e seria “como um milagre”, Pitt brincou: “Um milagre seria ótimo! Quem não ama milagres? Mas milagres não devem ser o plano A. ”

Ele também brincou sobre rumores de que Trump poderia estar prestes a demitir Fauci. “Sim, estou sendo demitido, mas até lá vou estar lá, divulgando os fatos para quem estiver ouvindo. E quando ouço coisas assim, o vírus pode ser curado se todos aceitarem o ‘desafio da maré’, eu estarei lá para dizer: ‘Por favor, não’.

Pitt também tirou a roupa no final do episódio para agradecer ao verdadeiro Dr. Fauci. “Obrigado por sua calma e clareza neste momento irritante”, disse Pitt. “E obrigado aos trabalhadores como médicos, socorristas e suas famílias por estarem na linha de frente.”

Em outro episódio , Pitt apresentou o convidado musical do episódio Miley Cyrus , que cobriu Pink Floyd com “I Wish You Were Here”.

Também no programa, Pete Davidson se uniu a Adam Sandler para uma música chamada “Stuck In The House”.

Fonte: Diario