O Churrasco genocida do Covid-19

O deboche do presidente Jair Messias, que de Messias nada tem, Bolsonaro chegou a limite do cinismo e preocupação da governança.

Ao anunciar um churrasco para hoje, ratificado ontem com o aumento nos números de convidados no dia em que tivemos 751 mortes em decorrência das complicações do Covid-19, faz uma demonstração clara que seu Slogan: “Deus acima de tudo”, nada mais é do que a ressuscitação de uma frase muito usada no sertão do Brasil, para se justificar a miséria e esquecimento dos governos por anos. Perguntado ao sertanejo o porquê daquele sofrimento, a resposta era sempre a mesma: Porque DEUS quer assim, ou, vivemos pela misericórdia de DEUS.

DEUS, o ser supremo que manda em tudo, quis a miséria e o esquecimento.
Desta forma, Bolsonaro cria a figura substitutiva das cagadas por ele feitas. Então se estamos morrendo por Covid-19, é porque Deus quer.

Indo na contramão dos desígnios de DEUS, Nelson Teich, diferente do ex Ministro Mandetta, está cagando e andando se estamos em meio a uma pandemia, com o número de mortes crescendo em PG progressão geométrica e o estrangulamento na saúde já chegou ao ápice.

Está se lixando se não temos mais vagas para novos e velhos casos de Covid-19, se a situação já chegou ao ponto de médicos escolherem quem deve ou não ir para o respirador.

Teich, ao contrário de Mandetta, está passando a foice da morte no cargos estratégicos do Ministério da Saúde e seus órgãos auxiliares, como a Fio Cruz.

Em dois dias foram exonerados TREZE técnicos, a grande maioria com mais de 20 anos de casa, e substituídos por militares simpatizantes do Bolsonaro, Heleno, Braga Netto e Mourão.

Militares estes sem NENHUM conhecimento na área de saúde.

E essa exoneração deve aumentar durante a próxima semana, pois segundo o pai de uma amiga do meu filho que é funcionário de carreira da gloriosa Fio Cruz, como ele mesmo intitula a fundação, há pelo menos 25 anos, além de acomodar a área militar simpatizante ao governo está chegando a turma do zé boquinha do PL – Partido Liberal, Valdemar da Costa Neto  e do PP – Partido Progressista, Ciro Nogueira.

Abraçada por Bolsonaro para se livrar da guilhotina do impeachment.

Os funcionários exonerados até agora e os próximos, afinal já existe um mapeamento dos cargos, estão preocupados como a nomeação de pessoas sem nenhum conhecimento em saúde pode agravar ainda mais a pandemia vivida pelos brasileiros, pois pesquisas deixarão de serem feitas, mapeamento dos leitos e ventiladores no SUS, médicos e enfermeiras contaminados e principalmente, os relatórios feitos pela Fio Cruz.

Ao ser questionado por alguns veículos de comunicação, durante a tarde de ontem sobre essas exonerações, Nelson Teich afirmou que elas já estavam programadas por Mandetta, o que é MENTIRA. Ele as fez para agradar seu chefe supremo: Catarrento Bolsonaro.

Tanto é, que ontem recebi uma mensagem dizendo os cuidados que deveria ter com o CoronaVirus, e nenhum dos cuidados dizem respeito ao isolamento social.


A mensagem acaba com: Governo Federal: Trabalhando para preservar VIDA e EMPREGOS!

Como se percebe, a vida está no singular, ou seja, essa turma está preocupado com a vida deles e não do povo.

Já o empregos no plural, ou seja, essa turma está preocupado com seus amigos….

Realmente está cada um por si e DEUS quis assim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here