Liderança: a resposta pode estar na sua infância

Você talvez tenha percebido que alguns dos seus colegas assumem naturalmente papéis de liderança. Com autoconfiança, dizem aos demais o que fazer e parecem satisfeitos em assumir um número crescente de responsabilidades. Para algumas pessoas, é completamente diferente: dar ordens causa uma sensação estranha, e a insegurança marca cada decisão.

Se você está nesse segundo grupo, talvez se pergunte por que a ideia de ser líder é repleta de temor, e por que é tão difícil ver a si próprio como gerente.

Assim como em qualquer aspecto da natureza humana, algumas respostas vêm de nossa predisposição genética. Se seus pais eram bastante tímidos e modestos, aumentam as chances de você também ser.

Mas isso está longe de contar a história completa. Cada vez mais, psicólogos têm percebido como importam as experiências iniciais da vida. E a chave, aqui, é a forma como seus pais se comportavam em relação a você.

Em particular, se eles foram superprotetores, podem ter diminuído suas chances futuras de se tornar um líder. Coloquialmente, essa abordagem parental é conhecida como “pais-helicóptero”, em referência à ideia de pairar por perto constantemente, sendo necessário ou não.