A liberdade é maior que o medo!

Passei a semana “santa” triste, cansado e decepcionado! Por ver profecias sendo cumpridas.

E não estou falando das partes onde ouvireis de guerras e de rumores de guerras, dos tempos onde levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares.

Não falo desta parte!

Falo sobre o amor que hoje é frio! É frio como a morte do que morre todos os dias com a desigualdade que mantem quem vive, vivo! Da frieza das nações que empilham seus mortos e os enterram como cães! Frio como os médicos devem ser ao escolher quem vive ou não! Frios como homens que não se importam em perder seus soldados fracos com mudanças!

Frios como cristãos que odeiam! Que não perdoam, que separa os pecadores de acordo com seus pecados!

Vejo os lobos que devoram a inocência de quem busca a esperança de boas notícias, vejo que já enganaram os que se sentiam escolhidos! Pois os escolhidos não são enganados!

Estes não seguem homens de sorriso fácil, mas que grita ao ser questionado, mostram a sua falta de humildade ao ter poder, mostram que a guerra vem antes da busca pela paz! No meio do caminho do acreditar que eram especiais, como os santos! Hipócritas!

Estes passaram a acreditar em si, mais do que no tempo, mais do que no amor, mais do que na sabedoria que grita! Passaram a respeitar homens acima de tudo, passaram a tomar o direito dos outros, o direito de viver aqui! Aqui e agora! Uns tiram até o direito que Deus deu ao morrer como homem! Passaram a usar pequenas frases numeradas para convencer o andar do outro para que o controle seja feito aos que não entenderam! De quem não será dado o poder de conhecer os mistérios dos céus!

Onde o certo me manda cuidar dos menores, e os “grandes” obedecem quem manda os menores se adequarem ou desaparecerem!

Assim ao abrir meus olhos com amor aos que são excluídos vejo a diferença que me coloca em uma distância muito grande! Do templo! E mais perto de um reino encantado… Que só entra quem erra!

Hoje me cansei de acusar, mas jamais me cansarei de falar o que comecei a entender, desde quando fui chamado a pensar! No próximo, no mundo, no todo! Desde que senti amor! Desde que transmiti o que me foi dado! De graça! Quando tive compaixão invadindo meu ser no lugar de ter dó!

Quando entendi o que significa equidade!

Quando comecei a entender que o dono de tudo é justo pois tudo é dele para dar a quem ele quiser, quando ele quiser e não baseado na justiça que tenho dentro de mim, sendo apenas mais um!

Passei a observar ao longo do meu caminhar, hoje vejo a vida com valor! Principalmente do que rouba, do que se transvesti, do que naturalmente se droga, do que faz humor com o sagrado, vejo essas vidas mais valorosas do que a dos santos! Pois foi pelos erros que houve sacrifício, e os santos se santos forem, se sacrificariam também!

Sem julgar, sem excluir, sem obedecer aos falsos, que vem usando o nome de Deus!

Minha confusão é de ver que o templo exclui o que o Reino inclui como valioso, tão valioso que o filho do homem sofreu nas mãos dos ricos, dos sacerdotes, dos letrados! Torturado foi, morto foi, pelos mesmo que se abstém do alimento em um dia, mas não se arrependem do que sai do coração todos os outros dias transformado em palavras de ódio! Pois odeiam tudo aquilo que é para ser amado! Mas amam o dinheiro que mantem a economia viva, estes já escolheram seu deus!

Passei a semana “santa” envergonhado! Por me ver fazendo parte daquilo que é abominável diante dos olhos que tudo vê! Me envergonhei de me sentir enganado! E por me calar! Contra os lobos vestidos de ovelha! De pastores que levam suas ovelhas ao penhasco da morte! Da ignorância!

Vergonha por ver quem deve se afastar, se juntar!

Não é o tempo para se ajuntar, o tempo é de meditar, sozinho! Em família de sangue! Pois no final, foi o sangue puro que fez tudo novo de novo! É tempo de entender que o sangue circula em todas as veias! Tempos de despedidas!

Não é o tempo de acreditar no que o homem diz, mas é o tempo de acreditar que que está sendo visto, do que está acontecendo! Pois está acontecendo! O início de tudo que há por vir!

E a iniquidade será o juízo do que exclui! Pois aquele que veio! Veio para todo mundo!

Assim como a coroa veio coroar os que serão!

Sem distinção! De cor, de status social, de grana, de religião, de nação, de sexualidade, de bem ou mal!

A lição foi dada! Sigam os livros, se alimentem dos frutos saudáveis, sigam pelo caminho da verdade!

E neste caminho não haverá uma multidão!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here