ADÁGIO

Quem segue a Coluna sabe que são raríssimas as vezes que discorro apontando mais críticas a elogios. Mas sou justa. Quando carece, assim o faço. A peça em questão tem ritmo lento, embora seja de curta duração. (53 minutos!), São apenas dois atores em cena, conta com figurinos (Fernanda Sabino e Henrique Gonçalves) e cenário (Carlos Alberto Nunes) escuros, além da trilha meio fúnebre que pesa ainda mais o tom, que já é denso.

Adágio nada mais é que um ditado, um provérbio. E no caso da peça, é um poema cênico para dois atores, um boneco e um violoncelo numa produção teatral de inspiração contemporânea em que o resultado se alimenta da pesquisa de linguagem teatral desenvolvida na criação do texto, da música e da cena ao longo de todo o processo de montagem.

O Texto de Gustavo Bicalho e Mauro Siqueira é interessante, porém com poucas nuances, o que interfere diretamente no ritmo do espetáculo, que tem a direção do próprio Gustavo e de Henrique Gonçalves.

A escolha de poucos movimentos se dá pela intenção de contemplação. O desejo maior é de que seu público aprecie a montagem como se fora um quadro de pintura. O que funciona apenas por alguns minutos, infelizmente.

Os atores (Marcio Nascimento e Suzana Castelo) são bons e sensíveis à proposta.Vê se nitidamente a solidão em cena. Tanto pela forma escolhida de atuação, dos atores com bonecos, como pelo tema em si. Tudo pesado e tenso. Uma atmosfera difícil e diferente do que esperamos viver, principalmente em dias tão sombrios como os nossos.

Já que o clima é sombrio, ponto positivo para a iluminação de Jorginho de Carvalho que valoriza a atmosfera soturna da casa. Vale também falar da música de Daniel Belquer, que fez a seleção com Márcio Malard, presente no palco tocando violoncelo e que se limita a realçar climas emocionais e a imprimir velocidade ao andamento da cena. Poderia ser um bom Conto, um razoável Curta, mas como Teatro, em mim não tocou.

*Todos os espetáculo desta Coluna no período da Pandemia foram visto na plataforma:

www.espetaculosonline.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here