Bruxelas. Dividas voltaram a crescer na UE

A Comissão Europeia (CE) advertiu esta quarta-feira de que os défices públicos na União Europeia (UE) começaram a crescer de novo, depois de propor neste mesmo mês abrir um procedimento contra a Roménia pelo nível elevado desse indicador.

Bruxelas incluiu esse aviso nos relatórios económicos publicados hoje sobre cada Estado membro.

Assim, o Executivo comunitário ressaltou que os défices públicos na UE, em média, começaram a crescer outra vez, em contraste com a tendência em baixa dos últimos anos.

Efetivamente, no ano passado o clube comunitário fechou de forma definitiva o procedimento de défice excessivo a Espanha depois de permanecer aberto durante uma década, ao constatar que o país tinha deixado atrás o umbral de 3% do Produto interno bruto.

Depois dessa decisão, nenhum Estado membro da UE ficou sujeito a esse processo, pelo que a Comissão vigia mais estreitamente as contas públicas e pode exigir ajustes e inclusivamente aplicar sanções.

No entanto, a 14 de fevereiro, a CE considerou “justificado” pôr em andamento um procedimento de défice excessivo contra a Roménia, processo que ainda não recebeu luz verde definitiva.

O vice-presidente económico da Comissão, Valdis Dombrovskis, anunciou hoje que o Comité Económico e Financeiro (um corpo técnico que representa os ministros de Economia e Finanças dos Vinte e sete) coincide com a opinião do CE e adiantou que o Executivo comunitário proporá abrir o procedimento na próxima semana.

Fonte: EFE