Despertar a gratidão, rir mais e ser menos crítica = Amor-próprio

E quem nunca teve problemas com seu amor-próprio?

Afinal que nos causa este sentimento e como podemos evitar este episódio em nossas vidas?

Você costuma ser duro demais com você mesmo? Então vamos entender o amor-próprio? Aprender ferramentas que podem facilitar o caminho para se amar, respeitando e aceitando as suas características podem te ajudar a diminuir as duras críticas que fazemos a nós mesmos.

 

Confira algumas dicas preciosas para trabalhar o seu amor-próprio:

 

  1. Que tal começar a se olhar de forma mais amena, menos exigente e parar de endeusar o que está do lado de fora?
  2. O que está fora não é você. Você só vai poder ser feliz sendo você mesmo(a), abraçando todas as suas características, tanto as que você entende como boas ou ruins.
  3. Mas nem sempre esse processo é fácil. Então vamos começar pela gratidão?

O amor-próprio pode ser definido como aquele cuidado, carinho e admiração que você tem por si mesmo. Mas o sentimento precisa ser de verdade e regularmente estimulado, como em toda relação.

O amor-próprio é um termo muito popular mas que nem sempre é bem compreendido. O amor-próprio não é uma ação, mas sim um estado no qual você se sente bem consigo mesmo. Neste sentido, o amor-próprio é importante para viver bem. Influencia a forma como nos relacionamos com os outros, a imagem que projetamos no trabalho e o modo como enfrentamos os problemas.

É comum observar pessoas que apresentam dificuldade para se amar. Existem diversos motivos para que isto ocorra, mas as especialistas foram unânimes em apontar uma causa: a falta de amor da família durante a infância.

O amor-próprio é dinâmico. Cresce mediante atitudes que nos fazem amadurecer. Quando agimos de forma a ampliarmos o amor-próprio em nós, começamos a aceitar muito melhor as nossas fraquezas e nossas forças, e temos menos necessidade de explicar nossas carências.

O amor-próprio nos faz sentir compaixão por nós mesmos como seres humanos, lutando para encontrar um significado pessoal. Isso nos permite estar mais focados em nossos propósitos e em nossos próprios valores, que esperamos cumprir através de nossos próprios esforços.

 

7 passos para aumentar o amor-próprio:

 

  • Fique atento e consciente: as pessoas que têm mais amor-próprio costumam saber o que pensam, sentem e desejam. Elas são conscientes do que são, o colocam em prática e não agem em função do que os outros querem.

 

  • Aja em função das suas necessidades, não dos seus desejos: Amar não significa satisfazer os desejos do outro, mas sim facilitar o que ele necessita. O amor para consigo mesmo funciona sob o mesmo princípio. Focar no que você precisa o manterá afastado dos padrões de comportamento automáticos que são pouco saudáveis, que trazem problemas ou que mantêm você preso ao passado.

 

  • Mantenha um bom cuidado pessoal:uma forma de amar a si mesmo é cuidar mais das suas necessidades básicas. As pessoas que amam a si mesmas se alimentam diariamente através de atividades saudáveis, o que inclui uma boa alimentação, atividade física, bom sono, intimidade e interações sociais saudáveis.

 

  • Estabeleça limites: uma pessoa que ama a si mesma se valoriza para estabelecer limites e para dizer “não” a tudo que a afeta física, emocional ou espiritualmente.

 

  • Proteja-se das pessoas tóxicas: Uma pessoa que se ama se protege das pessoas tóxicas e não perde tempo com aquelas que procuram envenenar o seu espírito.

 

  • Perdoe a si mesmo: Os seres humanos pode ser muito duros consigo mesmos. Ser responsáveis pelas nossas próprias atitudes não implica que devamos nos castigar por elas eternamente. As pessoas que amam a si mesmas aprendem com os seus erros, aceitam sua humanidade e se perdoam.

 

  • Viva com vontade: para se aceitar e amar mais, sendo consciente do que acontece na sua vida, é bom você ter ao menos um propósito. Se a sua intenção é viver uma vida significativa e saudável, precisa tomar as decisões que apoiam essa intenção. Isto permitirá que você esteja bem consigo mesmo quando tiver êxito nesse propósito. Você vai amar a si mesmo ainda mais se você vir como consegue alcançar o que se propôs fazer. Para isso é necessário estabelecer suas intenções de vida.

 

O amor-próprio é essencial para ficar bem consigo mesmo e, consequentemente, é essencial para ser feliz. Ter amor-próprio também é fundamental para ter uma boa autoestima.

Vale lembrar que se amar é um processo. E esse processo nunca chega ao fim. E isso é maravilhoso! Significa que todos os dias você pode se amar ainda mais do que no anterior.

 

1 – Corte relacionamentos que não te fazem bem

É difícil se amar quando estamos cercados de pessoas que minam nossa autoestima. Por isso, o primeiro passo é cortar o relacionamento com quem não te faz bem. Nessa lista podem aparecer namorado(a), amigos, chefes, colegas de trabalho e até mesmo pessoas da família! Talvez seja inviável cortar totalmente o relacionamento, mas pese na sua balança o quanto você consegue ficar próxima a essa pessoa e estipule limites. Você vai ver como faz diferença em viver seu dia a dia sem ter alguém tirando sua paz.

 

2 – Viva de acordo com seus valores

Nada como deitar a cabeça no travesseiro e ter a consciência limpa. Por isso é importante tomar todas as decisões do seu dia, mesmo as menorzinhas, com base em seus valores. Sendo verdadeiro com seus valores você se torna uma pessoa mais íntegra, mais respeitada pelas outras pessoas, mas o mais importante, mais respeitada por si mesmo.

 

3- Todo dia faça algo que te leve em direção ao seu propósito

Todos nós viemos aqui para esse mundo com um propósito maior. E atingir esse propósito pode e deve ser um dos maiores objetivos da vida. Portanto, todo dia dê um passo em direção a esse objetivo. Talvez, onde você esteja hoje ainda seja muito longe, mas lembre-se que mesmo a maior das jornadas começa com o primeiro passo.

 

4 – Reconheça seus sentimentos

Em geral, nossas emoções são reações a pequenos gatilhos. Por exemplo, você sai para o trabalho já um pouco atrasado e ainda pega transito no caminho. Você não reconhece, mas esse atraso gira várias chavinhas dentro de você que te faz sentir raiva o dia todo. Isso vira uma bola de neve, pois todas as atitudes do seu dia vão ser baseadas na raiva, até você conseguir liberar esse sentimento. Por este motivo que é importante se perguntar, várias vezes ao dia, o que eu estou sentindo e porquê. Identificar seus padrões, seus gatilhos e suas reações é essencial para o autoconhecimento e para mudar como se sente.

 

5 – Diga eu te amo para si mesmo

Uma das melhores formas de ter mais amor-próprio é dizer a si mesmo que você se ama. Simples assim. Reforce isso para si mesmo, várias vezes ao dia. Sempre que se olhar no espelho diga que se ama até se sentir bem. Quando acertar alguma coisa diga que se ama. Quando errar diga que se ama e envie amor incondicional para si mesmo.

 

6 – Se perdoe por seus erros (Ho’ponopono)

Errar é humano, não é mesmo? Então por que você vai ficar se culpando por algo que já aconteceu e você não tem como mudar? Reconheça seu erro, faça o seu melhor para lidar com as consequências mas SE PERDOE.Você pode utilizar o Hoʻponopono para se perdoar. Essa é uma técnica havaiana de reconciliação e perdão. Para fazer basta direcionar as frases “Sinto muito. Me perdoe. Eu te amo. Sou grata.” para si mesmo.

 

7 – Perdoe outras pessoas que já erraram com você

Guardar rancor, raiva, remorso, ressentimento é uma perda dá tempo que só te puxa para baixo. Portanto, aproveite que você já está se perdoando e perdoe também aqueles que já erraram com você. Você nem precisa falar com as pessoas, se for muito complicado. Faça o Hoʻponopono imaginando elas na sua frente e liberando todo sentimento ruim.

 

8 – Faça terapia

Um dos benefícios da terapia é dar a pessoa a capacidade de compreender melhor a si mesmo, bem como seus valores e objetivos pessoais. A terapia permite que o indivíduo possa dominar e administrar melhor os seus sentimentos. Dessa forma, ela é essencial para o processo de aumentar o amor-próprio. Existem diversas vertentes de terapia, tanto da tradicional quanto da holística, procure a que se encaixa melhor para você.

 

9 – Tire um tempo para você todos os dias

Ter um tempo para si mesmo é essencial. Eu sei que a rotina pode ser corrida, mas não deixe isso servir de desculpa para você. Tenha um tempo seu, nem que seja marcar um almoço com você mesmo, praticar hobbies ou estar em um lugar que te faça feliz.

 

10 – Detox das redes sociais

Primeiramente, avalie todas as pessoas que você segue de acordo com o item 4 dessa lista. O que essas pessoas que você segue despertam em você? Deixe de seguir todas as que não despertam um sentimento legal. Se for uma pessoa mais próxima, ou que possa gerar um conflito por deixar de seguir, apenas silencie. Você não precisa de ruídos exteriores tirando sua paz.

 

11 – Faça exercício físico

Corpo são, mente sã. Os exercícios físicos constituem a atitude mais efetiva, mais barata e melhor comprovada de prevenir doenças, melhorar a saúde e a qualidade de vida. Além da saúde, as atividades físicas liberam endorfina, hormônio responsável pela saciedade e bem-estar. O humor melhora, aumenta a capacidade de concentração, liderança e autoconfiança.

 

12 – Se alimente de forma saudável

A nutrição faz parte do amor-próprio físico. Quanto melhor nos alimentamos, mais dispostos nos sentimos. Portanto, mesmo que um dia ou outro você coma aquela pizza ou aquele hambúrguer maravilhoso, nos outros dias, se alimente de alimentos mais naturais e saudáveis.

 

13 – Elimine hábitos não saudáveis

Cuide do seu corpo que é nosso veículo para esse mundo e que merece ser tratado com carinho. Por isso, evite comer porcaria, virar a noite, beber em excesso e todos outros hábitos não saudáveis que você tenha. Eles são agressões contra seu próprio corpo.

 

14 – Preze por boas noites de sono

Muitas vezes subestimamos o quanto precisamos descansar. Se possível, durma sem colocar o alarme para o dia seguinte, para acordar naturalmente quando estiver pronto, em vez de se forçar. Se não, vá para a cama um pouco mais cedo. Desligue-se dos eletrônicos pelo menos uma hora antes de ir para a cama. Aproveite esse momento para repor as energias do seu corpo.

 

15 – Medite

A meditação tem diversas vantagens, desde melhorar aquela dor de cabeça que está te incomodando o dia inteiro até encontrar respostas para questionamentos que estão te tirando o sono. Então, procure um lugar tranquilo, sente-se em uma posição confortável, procure uma meditação guiada ou se programe para passar alguns minutos silenciando a mente.

 

16 – Invista em autoconhecimento

Esse é o melhor investimento que você vai fazer na vida! Quanto melhor você se conhecer, mais vai aprender a se amar, até aquelas manias chatas que você não queria ter. Você vai aprender que tudo faz parte de quem você é. E só assim você vai curar suas feridas mais profundas.

 

17 – Seja mais paciente com seus processos

É comum ser mais exigente consigo mesmo do que com outras pessoas. Porém, não seja duro demais consigo. A autocrítica é um sintoma da falta de amor-próprio. Reconheça que você tem seu próprio ritmo e comece a aceitar isso. Nem tudo vai correr da forma e no ritmo que você espera e está tudo bem! Se não deu certo agora, dará certo mais adiante. Esforce-se para isso e não se apegue a frustração.

 

18 – Aceite suas sombras

Sabe aquela característica que você não quer que ninguém saiba sobre você? Encare de frente! Negar ou esconder não faz bem, se aceite! Pode ser esse seu diferencial, o que te torna mais humano para as pessoas que trabalham com você e para seus clientes.

 

19 – Assuma sua responsabilidade

Você é responsável por tudo que acontece ao seu redor. Olha como isso é maravilhoso? Assumir sua responsabilidade gera um empoderamento fortíssimo. Experimente!

 

20 – Pare de se comparar com os outros

Cada pessoa tem sua história, suas motivações, sua trajetória e nenhuma é igual a outra. Por isso, é inútil ficar se comparando com outras pessoas. Você é uma pessoa única, com suas qualidades e defeitos, assim como todas as outras são. Ao invés de medir seu nível de sucesso baseado em outras pessoas, crie métricas que faça sentido para você mesmo, com sabe no seu ponto de partida, nas suas características e no lugar que você quer chegar.

 

21 – Faça mais do que te faz feliz

Você gosta de ficar em casa sozinho assistindo filmes? Ótimo. Ou gosta de sair com os amigos? Ótimo também! Reconheça o que te faz feliz e faça mais disso. Simples assim!