‘Galileu, Galilei’

Um excelente espetáculo que, dentre os muitos que tinha em minha lista, não pude ver antes da pandemia. O vi pela Tv, numa plataforma da Internet e fiquei impressionada de perceber que quando há qualidade, não importa o veículo. A mensagem chega, e chega forte.

Protagonizado pela brilhante Denise Fraga, que já tive o prazer de entrevistar em meu Canal Intensa, a peça é do Alemão Bertold Brecht e foi baseada em fatos reais. Numa narrativa bastante intrigante, Galileu conta passagens de sua trajetória como físico italiano, como por exemplo, do momento em que precisou negar seus próprios estudos pra fugir da fogueira da inquisição.

Galileu foi um dos homens mais importantes da história da humanidade e suas reflexões iam muito além da astronomia. Pode-se dizer que suas argumentações científicas mudaram conceitos, relações, política e sociedade.

Cheia de reflexões, a peça questiona valores éticos e coloca pra pensar com inteligência e sensibilidade. Dirigida pela talentosa Cibele Forjaz, a montagem que percorreu inúmeras cidades foi produzida por José Maria.

A luz, o cenário e a trilha não podem ser comentados aqui, já que vi pela televisão, e nisso infelizmente faz diferença de quando sentamos numa poltrona de teatro. Mas sem dúvida alguma todos os profissionais envolvidos no espetáculo tem seu valor e merecem nossos aplausos.

É notória a delicadeza em se fazer um teatro didático, que respeita o estilo de Brecht e fala de forma leve e elucidativa assuntos que poderiam ser pouco interessantes como a própria física, a matemática e a teologia. Tudo é muito bem conduzido e tratado de forma acessível no linguajar adequado.

Denise está plena e seu brilho no olhar só dá a certeza do quanto queria nos contar essa história. Um desafio interpretar um homem, que é cumprido lindamente, de forma muito natural com seu envolvente talento. Ela narra muito bem tudo que a personagem descreve, com nuances e detalhes, mostra boas argumentações do célebre homem e além de entreter, nos emociona.

Uma peça de valor incomensurável, e parafraseando o próprio Galileu, que mede o que é mensurável e torna mensurável o que não é.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here