In memorian da minha prima Joelma Araújo Neiva

Com um nome repleto de significado, um dos mais fortes existentes não poderia ser alguém anônima ou que passasse sem deixar rastros e marcas. Inclusive, bastante fortes. Joelma ou como é conhecida pela família, Jô, entrava no seu coração sem pedir licença. Era a própria ousadia em pessoa.

Destemida, alegre, com a risada mais divertida que alguém poderia ter. Iluminava os caminhos e os ambientes. Tinha seus momentos melancólicos como toda pessoa profunda e sensível. Foi amada e é amada por muitos. Fez amizade por todos os cantos. Muitas vezes a encontro em sonhos, ao meu lado, sempre com o sorriso no rosto pronta a incentivar para alguma tarefa.

Vivia tudo que se propunha. Tinha seus momentos de renascimento ou como o próprio signo contava, de fênix. Ressurgia mais bela, forte e encantadora. Encantava-se pelos seus como a princesa que salvaria o seu príncipe. Era à frente do seu tempo e de qualquer escolha que tomava. Não poderia viver com ou sem você, como canta Bono Vox. Alegrava-se com a alegria do outro.

Era uma festa em pessoa e se ousasse em compor uma canção, provavelmente teria muita alegria. Já dançava em seu próprio ritmo. Pensava fora da caixa, se abria para os caminhos e tinha confiança em Deus. É única, ninguém poderia ser ela mesma. Faz uma falta imensa. Seu caminho era cada manhã e cada pôr-do-sol. Suas histórias estão nas músicas que gostava, contava e cantava.

Procurava por si mesma quando se sentia perdida. Deixava seu perfume nos abraços, brindava a boa companhia, corria atrás dos seus sonhos e das ondas do mar. Sabia que ficaria mais forte em cada desafio da vida e aproveitava todas as oportunidades. Podia dançar com o vento e com o som do pássaro.

Quando você se foi sem ao menos dizer adeus, deixou muitos corações partidos. O meu foi um deles. O impacto da sua despedida revirou a minha vida. Para mim muitas coisas fazem total sentido. Porém, alguns ainda não consigo compreender. Mas tenho certeza, que com sua luz vou seguir adiante e vencer como você sempre fez.