Lições da pandemia

Já se passaram quase cinco meses desde o decreto da pandemia do novo coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS). E coincidentemente ou não, ontem (11) celebramos o Dia do Estudante. Já se perguntou quais as lições que a pandemia já trouxe em nível social, econômico, familiar, individual e coletivo?

Poderíamos começar pela ausência das aulas desde o princípio com anúncios das realizações delas de forma online, com muitos alunos sem o acesso à conexão, outras tantas dificuldades vivenciadas todos os dias, professores com seus cuidados, e de que as aulas possam vir a se reiniciar em alguns locais no mês de outubro. É preciso preservar a vida e muitas medidas de combate à Covid-19 já foram tomadas no Brasil.

As lições surgem todos os dias porque de acordo com o Ministério da Saúde, a Covid-19 é uma doença causada pelo coronavírus, denominado SARS-CoV-2, que apresenta um espectro clínico variando de infecções assintomáticas a quadros graves. Portanto, é um aprendizado rotineiro. Se não sabíamos sobre a doença, atualmente ela é o centro da discussão de todas as cidades. E informação nunca é demais para que possamos prever ações do presente, futuro e como identificar cada ponto que a cerca.

Se cada pessoa for questionada sobre uma lição vivenciada neste período de desafios poderíamos lançar um livro ou idealizar uma cartilha. Os medos, as dúvidas, os comportamentos, as posições se assemelham. E muitas outras também diferem pois é visível a conscientização de que temos que usar a máscara e praticar o distanciamento. Em vídeo divulgado para o Fantástico, no último domingo (2), o Dr. Drauzio Varella comentou sobre a marca de 100 mil mortes, sobre vidas que poderiam ter sido salvas e o compromisso das autoridades. Veja na íntegra: http://abre.ai/bqPh.

É fato que estamos cansados e não aguentamos mais tudo isso. Refletindo junto com Tadashi Kadomoto sobre os aprendizados do isolamento social, que é terapeuta transpessoal, o questionamento é “Já estávamos em distanciamento social no passado quando existia uma desconexão com o outro?” Sim. Não olhávamos nos olhos do outro quando estávamos juntos à mesa, as conversas eram pelas redes sociais, muito mais agora ou não. Os olhares eram fixos na tela do celular. Não sentíamos a alma do outro porque isso exige tempo, atenção e cuidado. Essas são apenas algumas das lições que adquirimos ao longo dos meses ao nos questionarmos internamente.

É preciso cuidar da saúde mental, do nosso interior para se conectar verdadeiramente e de coração com o outro. Posso destacar esta lição como uma das principais. Sejamos alunos assertivos e eficientes da vida para aprender o que nos compete e ensinar também. E você, me conta quais são as suas lições nessa pandemia?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here