Mais uma vez não teremos festa junina

Um dos meses mais aguardados do ano após o Carnaval não terá a famosa festa junina. Lá se foi o dia de Santo Antônio. Daqui dois dias celebraremos São João e logo mais São Pedro. Historiadores explicam que a origem da festa que é popular sofreu influências desde o século XVI.

Mas a origem das comemorações como costumeiramente lembramos com saudades é anterior à era cristã. Podemos também citar sobre o solstício de verão, a representação dos símbolos rurais voltados à agricultura e a cultura indígena que sempre manteve seus rituais. Com a pandemia, mais uma vez não teremos festa.

Infelizmente enfrentamos muitos lutos com a triste marca de 500.800 mortes (apuradas até a finalização desta matéria) pela Covid-19. Contudo, para não deixar o ambiente ainda mais trágico porque o (a) brasileiro (a) não tem um minuto de paz para viver, vamos lembrar como podemos tornar o mês saudoso, mesmo que seja somente nas lembranças?

Você lembra quando dançou quadrilha no período escolar? Já pulou fogueira na casa de alguém ou na fazenda? O que mais esperava era o casamento na roça? Conhece o famoso ‘Anarriê’? No seu guarda-roupa tem um traje quadriculado? E as comidas típicas? Poderia ficar o dia inteiro citando alguma coisa que você provavelmente já experimentou. Sei que se lembrará com carinho de todos os detalhes.

O que nos resta é sonhar que com todas as pessoas vacinadas ainda este ano, a festa junina possa acontecer em um futuro próximo. Para não ficar somente na lembrança, talvez você possa participar da modalidade drive-thru oferecida por algumas paróquias. Confira: https://abre.ai/cTWE.