O “Bom Cristão” Francisco Jr. se espelha em Judas Iscariotes e troca comando do PSD Goiano

Deputado Federal - PSD-GO, Francisco Jr - Foto - Câmara dos Deputados

O ex-deputado estadual por Goiás e ex-candidato derrotado a prefeitura de Goiânia, atual deputado federal pelo PSD, Francisco Jr., representante de um seguimento religioso em Goiás, desta vez se esqueceu da religiosidade ou daqueles que um dia o ajudaram politicamente, e sabe-se Deus porque, como deputado federal pelo PSD – GO, resolveu trocar o comando do PSD Metropolitano.

Até ai tudo bem, mas o que deixou todos intrigados foi que “Chico”, despachou o ex-presidente Dagoberto de Meneses que atuara no comando da sigla desde de 2013. Dagoberto de Meneses inclusive foi aquele que comprou briga com a direção estadual do partido e quando da escolha entre o atual deputado estadual Virmondes Cruvinel a época PSD e Francisco Jr., para a candidatura a prefeito de Goiânia, ficou com Francisco Jr.

Dagoberto é aquele que também é responsável pela formação de uma chapa proporcional a vereador em 2016, viabilizando assim a possível candidatura de Francisco Jr. a prefeitura de Goiânia.

Dagoberto de Meneses é aquele que visitou várias lideranças e participou de várias reuniões em prol da candidatura a prefeitura de Goiânia de Francisco Jr.

Mas imbuído no texto bíblico, o atual deputado federal pelo PSD-GO, Francisco Jr., resolveu se inspirar em um dos mais famosos personagens bíblicos da história bíblica, Judas Iscariotes, e ao ser questionado com quem deveria ficar o comando do PSD Metropolitano de Goiânia, para as eleições de 2020, “Chico” sem pestanejar escolheu um outro cristão, o ex-deputado estadual derrotado a reeleição Simeyzon Silveira.

A vida é assim não é mesmo meus amigos!

Consultado sobre esta escolha, o ex-presidente do PSD-GO Metropolitano, Dagoberto de Meneses, se diz surpreso: “Sempre estive ao lado do partido, de Francisco Jr., mesmo quando tudo e todos eram contra a candidatura dele a prefeitura de Goiânia”.

Pelo seu currículo e passado, com certeza não faltarão convites a Dagoberto de Meneses, para que assuma a presidência de uma das dezenas de siglas com representação no Congresso Nacional.

*Nossa editoria tentou contato com o atual deputado Francisco Júnior, para suas considerações e esclarecimentos e não obteve retorno.