O Fantástico mundo das Mulheres!

Ser mulher é…

Pode-se observar que com o passar dos anos o papel da mulher na sociedade e no mercado de trabalho vem se tornando cada vez mais significativo. Atualmente, a mulher exerce cada vez mais um papel de protagonista na sociedade, por mais que exista uma herança histórica que dificulte esta jornada, tem sido superada gradualmente.

Mesmo que os tempos sejam outros, a figura da mulher ainda é muito ligada à maternidade, à fragilidade e em função do marido e do lar.

O mundo nos traz várias mudanças principalmente as relacionadas ao estilo de vida  e forma de ver e estar no mundo e com isso as mulheres com seu jeito todo especial, saíram de uma posição onde eram “anuladas, agredidas, isoladas” e fizeram a diferença, elas são mulheres, namoradas, esposas, mães, amigas, filhas, primas, profissionais, dentre outras funções que as definem como um ser diferenciado, que faz a diferença, que constrói, que muda tudo ao seu redor.

Necessário se faz mostrar a toda sociedade mulheres que chegaram lá, que realizaram conquistas e fazem e fizeram a diferença.

Nas últimas décadas a mulher deixou de direcionar a sua atenção e serviços exclusivamente para a casa e entrou no mercado de trabalho, além de interferir diretamente na economia, isso muda o comportamento social de uma forma geral.

Agora, a mulher tem mais autonomia para fazer suas atividades, sejam elas cuidar dos filhos, fazer as compras para a casa ou trabalhar. Contudo, infelizmente, ainda existe diferença entre homens e mulheres no mercado de trabalho e, muitas vezes, preconceito e discriminação, o que para muitos inexiste, mas que é tão comum quanto possamos imaginar.

A diferença salarial e a discrepância em ocupação de cargos de chefia são fatores que ainda precisam ser trabalhados para a conquista da igualdade entre sexos.

O estresse vivido pela mulher com dupla jornada pode ser o causador de muitas enfermidades, dentre elas as dores musculares, situações de ansiedade, descontentamento no trabalho, medo de perder o emprego, receio de não dar conta da demanda de compromissos financeiros, desafetos e preocupações familiares, sobrecarga de trabalho, noites mal dormidas entre outras. Essas condições geram tensões emocionais sobre a musculatura do corpo e, sem perceber, exercemos forças desnecessárias dos músculos nas tarefas cotidianas. Como compensação, contraímos a musculatura da mandíbula, mantendo ombros curvados, tensionamos toda musculatura cervical e posterior do tronco, o que provoca a fadiga, tensão e dor e, a longo prazo, alterações posturais, comprometimento das articulações e as doenças crônicas, comprometendo assim a qualidade de vida da mulher. Além do sofrimento físico, as tensões musculares podem evoluir para um sofrimento psíquico, desencadeando depressões e neuroses.

Outro fator prejudicial à saúde da mulher são questões culturais que tendem a inferiorizar e alienar a mulher. Em pleno século XXI grande parte das mulheres brasileiras ainda encontram dificuldades de autonomia, controle do seu próprio corpo e desenvolvimento de suas potencialidades profissionais. O constante bombardeamento por uma cultura permeada de valores patriarcais e machistas, com frequência reforçada pela mídia, tendem a menosprezar o gênero e as potencialidades femininas.

É fundamental à mulher assumir uma postura de autenticidade, originalidade e firmeza em suas convicções e escolhas. Não deve nunca deixar submeter sua consciência à mera opinião de outros, o maior erro pois a cultura da beleza e padrões da sociedade acabam com o ser humano de verdade e principalmente as mulheres que são as mais cobradas, exigidas para seguirem um padrão que não existe ser humano que o atenda.

Cuidados regulares com o corpo e com a mente e o cultivo da espiritualidade são fatores fundamentais para a manutenção do bem-estar e da saúde integral da mulher. É necessário permitir-se horas de descanso e lazer, momentos para si mesma, tomar como regra visitas regulares ao médico e exames de rotina, manter bons vínculos de amizade, fazer atividades físicas no mínimo três vezes na semana, se alimentar bem, ingerir muito líquido, cultivar relacionamentos parentais saudáveis e amorosos, além de se dedicar aos estudos pois engrandece nossas vidas. É essa nova mulher, autêntica, original e confiante que necessita renascer no interior de cada uma de nós.

Compartilhar experiências são gratificantes para nossas vidas, no estimulam a lutar, a seguir em busca de nossos ideias, segue trecho de entrevista com uma mulher que é exemplo para todas nós.

Michelle Machado é uma dessas mulheres, um exemplo a ser seguido…

Michelle Machado

Formada em Veterinária pela UFMG e atua como Perita Criminal em MG desde 2009, casada e mãe de três filhos. Ao ser questionada sobre o que é ser a Michelle respondeu: Ser “Michelle” é um desafio constante pois sou uma pessoa exigente comigo mesma, e quero sempre melhorar como profissional e pessoa. Os desafios enfrentados para ser quem ela é hoje foram sobre os estudos pois foi aluna escola pública e para ser aprovada na UFMG teve que se dedicar muito, o que a auxiliou na aprovação do concurso público. Como pessoa, tive que aceitar meus erros, buscar acertos, para chegar a quem é hoje.

No lado profissional Michelle diz: Muitas pessoas sonham em ser policial, mas esse não era meu sonho. Quando prestei o concurso foi simplesmente porque precisava de um emprego e o concurso me pareceu uma boa oportunidade. Mesmo não sendo minha escolha inicial, eu me apaixonei pela profissão o que me fez permanecer nesse cargo e que eu não me imagino realizando atividade diferente.

Se sente realizada como mulher e profissional, obviamente acha que precisa a evoluir muito ainda. Ela é mãe e nos relata que já renunciou a muitas oportunidades por causa dos filhos, mas sem nenhum remorso pois sabe que era o momento em que estava vivendo, principalmente quando os dois mais velhos eram muito pequenos. Hoje em dia eu ainda precisa fazer escolhas, mas tenta sempre realizar suas atividades que a deixam satisfeita não só como mãe.

 

A mensagem que Michelle deixa para as mulheres é sejam perseverantes. Confiem em vocês. Saibam entender o momento que vocês estão vivendo para compreender as coisas que você não é capaz de mudar e buscar a mudança daquilo que cabe a vocês, sem nunca se esquecer de viver o momento e ser feliz.

Perito Criminal da Polícia Civil de MG desde 2009. Lotada desde 2014 na Seção Técnica de Crimes Contra a Vida, atuando em perícias de local de morte violenta. Professora e palestrante na área de Perícia Criminal. Professora de Criminalística e Metodologia Científica/TCC. Possui graduação em Veterinária e Mestrado em Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Michelle é gente que fez e faz acontecer!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here