O segredo de se viver bem: Autoconhecimento

Vemos falar cada vez mais sobre autoconhecimento, afinal o que vem a ser

esta prática tão falada e pouco vivida.

Iniciamos com uma pergunta difícil de ser respondida para todos. Quem é você? Alguém ai sabe responder esta pergunta?

Creio que a grande maioria das pessoas apresenta uma certa dificuldade em falar de si mesmo e principalmente em falar quem é você. O ser humano é um ser um tanto quanto complexo, e que muda a cada milésimo de segundo.

Então como será que poderemos chegar ao tão falado autoconhecimento?

Conhece-te a ti mesmo” é uma frase famosa gravada na entrada do Oráculo de Delfos. Frase atribuída ao filósofo Sócrates, ela é um pilar do pensamento socrático e indica que o autoconhecimento é o ponto de partida para qualquer tipo de conhecimento.

Apesar do poder da frase e de muitas pessoas entenderem a importância do autoconhecimento, não é tão fácil praticá-lo.

Geralmente a respostas que temos ao realizar esta pergunta não chega nem perto de ser a resposta correta e sim uma autodefinição profissional, pois as pessoas acham que elas são as suas profissões.

Qual é o seu nível de autoconhecimento?

Por definição, autoconhecimento é a habilidade de ver quem você é claramente, de compreender qual é a sua essência, como os outros te veem e como você se encaixa no mundo em que habita.

O autoconhecimento é a forma como você se descobre, é o que você sabe sobre si mesmo. Quando paramos de olhar para dentro de nós mesmos, passamos a nos conhecer menos. Isso implica em um baixo autoconhecimento, o que traz consequências negativas, como vamos veremos adiante.

É muito importante conhecer a si mesmo de forma profunda. Ter autoconhecimento faz com que você entenda as causas de suas ações, fazendo com que você atue de forma mais coerente com os seus valores.

Os valores, nesse caso, se referem a gostos seus que você quer levar para a sua vida, como por exemplo o vegetarianismo, o gosto por leitura e por aprender, o desejo de finalizar 100% todos os jogos que você se propuser a jogar… São decisões que norteiam as suas ações.

 

Tipos de autoconhecimento:

 

O autoconhecimento pode ser separado em duas diferentes áreas. Confira:

 

Autoconhecimento pessoal

 

É o saber que você tem de si mesmo, seus gostos, seus desejos e suas metas. Esse autoconhecimento faz com que você cultive as relações certas para você e não entre em negações ou autossabotagens.

 

Autoconhecimento profissional

 

É o saber que você tem sobre suas aspirações profissionais, como saber a carreira certa para você – ou, pelo menos, o curso certo que você quer cursar e seus gostos em relação ao trabalho. Muitos testes vocacionais trabalham aprimorando o seu autoconhecimento.

O fato de não se ter ensinado ao homem desde cedo a conhecer a sua vida interna, plena de recursos, capacidade e energias tem sido a causa que o faz ceder sem nenhuma resistência as ideias estabelecidas e estipuladas pela sociedade em que vivemos, consumando-se assim na perda de sua individualidade e identidade. Podemos perceber que este total desconhecimento de si mesmo ” Quem sou eu ” é fruto do condicionamento social e cultural (formação, modelos mentais estabelecidos) que impõe ao homem o seu desconhecimento existencial.

Por não saber se comunicar de forma consciente muitas vezes as pessoas vivem fora do mundo, de forma vazia o que o faz buscar novas sensações para passar o tempo, para se sentir bem e feliz. O autoconhecimento de si mesmo passa pelo movimento do enxergar a si mesmo, da autoeducação, e da autoaceitação, ou seja, aprender a aceitar a si próprio. É um processo interminável que se inicia pela tomada de consciência do indivíduo, de que ele não vê a si mesmo, não enxerga a si mesmo porque foi condicionado a não auto se conhecer a viver na periferia de si mesmo.

O indivíduo inicia este processo de autoconhecimento, aprendendo:


1- Ao olhar para dentro de si mesmo, enxergando como ele é, como ele está ou reage diante das diversas situações
2- Ao ouvir a si mesmo percebendo de si como ele acontece em todas as circunstâncias de sua vida
3- Reconhecendo a sua própria vocação de vida
4-Não temendo a si próprio como indivíduo

De forma simultânea o indivíduo adquire uma nova ótica com relação a vida e ao próximo:

 

1-Aprende a conhecer e entender melhor o próximo como individuo
2-Aprende a aceitar as diferenças entre as pessoas respeitando-as
3-Aprende a não temer o próximo
4-Aprende a valorizar e confiar no outro assumindo assim a confiança em si mesmo. O quanto você se conhece? Muito ou pouco? A grande maioria das pessoas acredita que se conhecem, mas, na verdade, se conhecem muito pouco.

 

5 benefícios do Autoconhecimento!

 

Através do Autoconhecimento o individuo aprender a:

 

1-Ouvir a si mesmo percebendo de si como ele acontece em todas as circunstâncias de sua vida.

2-Reconhecer a sua própria vocação de vida não temendo a si mesmo, nem ao outro.

3 –Conhecer e entender melhor o próximo como individuo.

4-Aceitar as diferenças entre as pessoas respeitando-as.
5 –Valorizar e confiar no outro assumindo assim a confiança em si mesmo.