Os sons da liberdade

São os sons que os cativos não escutam, o som que não se ouve dentro das casas invadidas pela violência, não se ouve o som da liberdade aqueles que choram escondidos, pois se choram escondidos, é porque são tirados o direito de sorrir pra todo mundo ver.

Os sons da liberdade não chegam aos ouvidos dos que passam fome!

A liberdade é contida pela ganância, pela arrogância, pela autoridade de quem não a possui, mas rouba! Pelas mãos dos influenciadores, pela moda, pelo valor das coisas, pelo preço das pessoas!

Os bem-aventurados, pelo mundo, foram sufocados ao não poder ouvir o som da liberdade que traz felicidade! Mais ainda há esperança!

Pela distância em que foram presas as vozes em suas próprias convicções! Estão tão longe e ao mesmo tempo podem ser libertos num instante!

Vai depender da ousadia de poucos quem tem a palavra da salvação! E não falo em religião! Não falo em cultos ou missas, reuniões espirituais e muito menos falo de heroísmo ou santidade.

São poucos, muitos são os falsos, os enganadores, os ladrões, os assassinos os que vieram para destruir! A vida!

A liberdade vem do som da voz que liberta, das novidades que essa voz os alertam, das canções que falam ao coração, da poesia que encanta, da criança que entende os porquês!

Livramento é o que pedimos a Deus quando oramos o Pai Nosso, pedimos para que não nos deixe cair nas armadilhas das tentações, das prisões mentais! Do mal… Livra nos da escravidão mental, da alma que aprisiona o espírito que temos! Que é para ser livre! Nos livre dos desejos carnais, do conforto, da comodidade, da rotina!

Nos livre da autoridade que repreende, que apreende a sua própria liberdade, num vicio por poder, poder de manipular a intimidade de cada um consigo mesmo! Ou da intimidade que cada um tem com o seu Criador!

Quem são os que asfixiam a liberdade de ser? Os que te proíbem de fazer o que nem Deus proíbe!

Quem são os que manipulam a sua liberdade para que se transforme na mais pura depravação?

Quem são os donos da sua adoração?

Não podem te privar da sua liberdade de ser! Vivo.

E nem te privar de ser para todos o que você quer que sejam para você! A liberdade vem do conhecimento do caráter, da verdade, da compaixão! Pois se não há compaixão, empatia, sintonia um com o outro, é porque falta respeito! Sem respeito, sem liberdade para você e para as futuras gerações!

A liberdade que não se vende, a liberdade que vem de graça, a liberdade para ser grande a proporção dos que não a conhecem! Que a confunde com os desejos do corpo!

Quem não entende a liberdade, jamais estarão satisfeitos com os feitos dos céus! Jamais vão amar!

Sentem a dor dos que já se foram, mas não sente a dor dos que ficaram!

O som da liberdade é o trovão que ecoa, é a gargalhada de um bebê, é o riff da guitarra, é o pedal duplo da bateria! É o som da escola de samba na avenida, os aplausos em pé numa peça de teatro, as ondas do mar, é quando o vento toca as folhas de uma arvore, é o rugido do leão!

É o silencio da oração!

Liberdade é a segunda chance! É o perdão! É a responsabilidade que temos com a verdade!

A liberdade vem do ouvir, do aprender, vem do ensinar, do viver junto, do descer para resgatar o cativo!

O som da liberdade é o sangue de quem morre pelo outro!

O som que dá a liberdade é a voz do Arquiteto do Universo!