TURBILHÃO

Uma peça diferente. Narrada pelo gênio que a concebeu, Domingos de Oliveira, e deliciosa de se ver, justamente pela novidade apresentada. Pude vê-la on line, e os recursos utilizados são cinematográficos e teatrais. Ambos se unem de forma bastante particular e legítima.

Uma ação se inicia na tela, como se fosse um filme, e logo em seguida, quase como que num passe de mágica, ela está num palco, no formato de peça de teatro, com os mesmos atores, mesma histórias, mesma sequência… só a linguagem muda.

Os personagens nos vão sendo apresentados, algumas imagens surgem em projeção, e tudo é tão novo quanto delicioso de se ver. O próprio Domingos chamou esta empreitada de ‘Teatrocine’. Uma peça que por coincidência, ou não, tem a duração de um filme.

Com um elenco maravilhoso formado por Luana Piovani, Jonas Block, Pedro Furtado, Duaia Assumpção, José Roberto Oliveira, Moisés Bittencourt, Fernando Gomes, Camila Amado, Tatiana Muniz, Luiz machado e Cecília Lage. Perfeita cenografia de Fernando Mello da Costa, figurinos apropriados de Elisa Faulhaber e iluminação especial de Cadú Fávero.

Com uma linguagem leve e descontraída, a gente vai se envolvendo na história tão bem amarradamente contada e chega sentir o que os atores sentem. Um teatro autêntico e novo. Forte e lúcido. Mais vivo que nunca, Domingos nos faz o que queremos quando nos pré dispomos a ver um espetáculo: Diverte-nos e ainda faz refletir com leveza, o que é raro, já que reflexões normalmente trazem dores e memórias.

TURBILHÃO é de 2011, mas vale ser vista mesmo que 10 anos depois, não somente pela história em si, mas pela forma como foi contada.

Já que hoje nos encontramos num mundo tão adverso, complexo e dolorido, permita que um bom TURBILHÃO lhe entretenha enquanto a vacina não vem.

 

*Este espetáculo pode ser visto pelo site: www.espetaculosonline.com/adulto

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here