Não precisa se preocupar que não falarei das coisas boas e principalmente ruins que aconteceram nos últimos dois anos, os quais enfrentamos a pandemia, já que ela ainda não foi embora. Ao caminhar nessa última semana do ano, deparei-me com um apagão no cérebro. Não lembrava o que tinha acontecido comigo, principalmente este ano.

Não sei se é proteção, cautela ou cuidado. Porém, eu preciso forçar para lembrar que eu mais sobrevivi do que vivi este ano. E olha que sou intensa e gosto de viver! Quase todo mundo tentou, fez o que pode e tentou seguir em frente com as dificuldades, das mais diversas. Mas para nos ajudar a lembrar, pelo menos a parte boa deste cenário, vou focar nas pesquisas do ano feitas pelos brasileiros no buscador de serviços.

Para nós comunicadores, principalmente voltados ao Marketing, seu estudo ou conhecimento, o Google Trends é uma mão na roda já que a ferramenta, de acordo com a Rock Content, permite a descoberta das principais tendências relacionadas à uma palavra-chave. Ele indica o que mais tem sido pesquisado junto com a localização e o período de tempo determinado pelo usuário.

Curiosidades de 2020

 Em junho de 2020, muitas pessoas recorreram ao buscador para entender o que é racismo estrutural. Será que o número histórico fará com que as pessoas entendam melhor a miscigenação do país? E olha que a pesquisa não pertenceu ao mês mais emblemático, o da consciência negra, celebrado em novembro.

Com as demandas de todas as formas para se fazer em casa no isolamento social, “Como fazer uma horta” foi mais pesquisado que em 2019. Será que estamos ficando mais saudáveis e menos fast food? Para te ajudar com isso, mãos à horta com o Senar: https://ead.senargo.org.br/curso/cultivo-e-producao-de-hortas. E olha, existem diversos tipos de horta como caseira urbana, caseira rural, comunitária e escolar.

Crianças puderam aproveitar a companhia dos pais em casa e pesquisaram as melhores brincadeiras para fazer com eles. Nenhum tempo foi perdido, e sim, aproveitado. Já globalmente, as pessoas buscaram apoiar as pequenas empresas, se comparado com 2019. O Sebrae, inclusive, é um dos maiores incentivadores para isso. Sempre tem algum familiar, amigo, conhecido que tem uma empresa, oferece um serviço, vende algum produto. Espero que todos tenham se manifestado em coro quanto a isso.

O clima também gerou uma tendência, e diante das pesquisas, as pessoas se movimentaram para impedir a mudança climática. Seria uma esperança no final do túnel? As pesquisas de 2020 também informam que ficamos mais conscientes sobre a deficiência invisível. Alguns exemplos são: epilepsia, fibrose cística, HIV/AIDS, doenças psiquiátricas como depressão ou estresse pós-traumático.

Curiosidades de 2021

 Você já ouviu alguma canção de marinheiro? O mundo pesquisou mais do que nunca na história do Google Trends sobre elas. A Marinha do Brasil te ajuda com a playlist e olha que a primeira é o Hino Nacional Brasileiro: https://www.marinha.mil.br/hinos-e-cancoes. Por essa o Spotify e Deezer não esperavam.

Em fevereiro de 2021, houve um aumento de 110% de interesse pelo tema “Carnaval em casa”. Se você acha que as crianças e os doguinhos reinaram na mudança está bem enganado (a). As plantas dominaram o cenário do novo normal. Conheça algumas opções para colocá-lo (a) como jardineiro (a) especial da residência: https://www.tuacasa.com.br/plantas-faceis-de-cuidar/.

Comida típica de festa junina tendo o curau de milho como um exemplo dispararam o interesse de junho no ramo da culinária. O termo retrógrado foi pesquisado mais do que nunca no mundo todo. Aqui no Brasil, certamente, caracterizaram o Bolsonaro. Em julho, mês de férias para alguns, o tema de “onde posso viajar” fez com que o globo pesquisasse três vezes mais. Abrir um negócio está dentro do tema Economia e superou a “como conseguir um emprego”.

Muitas dúvidas surgiram ao meu redor, principalmente sobre ser um (a) microempreendedor (a) individual – MEI, os benefícios, acesso aos créditos, se o profissional pode contar com o trabalho de um (a) contador (a) também. Conservar, impactos das mudanças climáticas, sustentabilidade também foram termos que assumiram picos nas pesquisas. Vacina, saúde mental, ansiedade e mamografia também registraram recordes históricos.

E o que podemos esperar de 2022? A tendência é de ano com Carnaval (ou não), com apenas um feriado prolongado, de eleições, e se Deus permitir: a cura da Covid-19.